sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Homenagem a Tim Lopes

       Até onde um profissional é capaz de ir em nome daquilo que ama fazer?  Arriscar sua credibilidade? Seu nome? Chegar tarde em casa sempre por causa do ofício e por em risco seu casamento, namoro ou até não acompanhar de perto o crescimento dos filhos? É fato que a maioria das pessoas que enfrentam esses riscos fazem isso em nome de uma estabiliade financeira, da fama, do status quo e acham que nada mais que retorno finaceiro seria capaz de movê-los a arriscar tanta coisa em nome da profissão.
E quem arrisca a vida em nome da denúncia? Confesso que levou um pouco de tempo para eu entender que, independente de ser ou não artista (pois isso pode ser discutido diante das atribuições que um jornalista sério deve cumprir), Tim Lopes poderia sim, dar nome ao nosso Teatro, pois foi um apaixonado pela profissão, paixão que muitos de nós, artistas, aos poucos esquecemos tornando nossa Arte cada vez mais desalmada, desumana, mecânica! Hoje Tim completaria 61 anos e, ao descobrir isso somente agora, senti-me culpado por não ter preparado nenhuma homenagem ao homem que dá nome ao lugar que eu e vários colegas de trabalho temos prazer de pisar, de estar lá, difundindo e ensinando o que sabemos com esperança de que novos e melhores artistas que nós possam dar continuidade a tudo.
       A analogia que faço entre nossa prática e esforço em melhorar nossas condições de trabalho e artística com a prática de Tim Lopes, é que nós amamos o que fazemos assim como ele amava o que fazia. Enfrentamos as limitações e dificuldades da nossa profissão , assim como ele o fazia na medida em que buscava a denúncia em locais onde o estado não entrava por causa do crime organizado. Só uma coisa que Tim Lopes fazia que não seríamos capazes de fazer, ARRISCAR SUA VIDA EM NOME DE SUA PROFISSÃO! As vezes nos machucamos, nos entristecemos, decepcionamos e etc etc etc, mas nada disso privaria nossa familia e amigos da nossa presença. Por isso, devemos tantas homenagens a esse cara e não interessa que o nome do nosso Teatro seja o de um jornalista e não de um ator, artista plástico ou dançarino, interessa é que o lugar onde fazemos e ensinamos nossa Arte tenha o nome de um profissional respeitado e assim como nós, apaixonado por aquilo que fazia!
Parabéns a todos aqueles que tiveram a oportunidade de conhecer Tim e a toda a sua família. É uma homenagem despreparada, improvisada, porém verdadeira.

Obrigado Tim!

Guarnier
Diretor


Um comentário:

  1. Valeu Guarnier!
    Pela primeira vez vejo alguem com sencibilidade sufiente para entender e reconhecer a importância de Tim Lopes, não só para o jornalismo, mas para todo o mundo da arte em geral, pois o cara era um verdadeiro artista.
    Em busca de suas matérias e reportagens, ele era obrigado a "atuar", dando vida a diversas personagens com o objetivo de se manter incógnito e poder realizar o trabalho investigativo necessário.
    Por isso, nunca questionei o nome de nosso atual teatro, pois via em Tim Lopes uma justa homenagem.

    Parabens,
    Antonio Martins

    ResponderExcluir